27.8 C
Brasil
segunda-feira, abril 19, 2021
Início Brasil A favor do distanciamento e das máscaras: quem é o novo ministro...

A favor do distanciamento e das máscaras: quem é o novo ministro da Saúde

O novo ministro da Saúde, o médico cardiologista Marcelo Queiroga, é um defensor do uso de máscaras e das medidas de distanciamento social para conter a pandemia de Covid-19 — sua escolha, portanto, pode indicar uma luz no fim do túnel no caminho do bom senso em um governo marcado pelo negacionismo que culminou na desastrosa gestão de Eduardo Pazuello.  Em um vídeo datado de 5 de março, Queiroga destaca que ainda não se desenvolveu um “tratamento específico” para controlar a doença, mas que já existem “medidas eficazes”. “Como, por exemplo, o uso de máscaras (…). Também as questões do distanciamento social. E como nós podemos conviver com as regras as medidas preventivas para conter a pandemia e tentar levar a nossa vida normal, porque a vida não pode parar”, disse ele durante exposição no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, que tratava sobre a pandemia de Covid-19 no Brasil.

Queiroga também reiterou que a vacinação é a “principal aliada” para frear a pandemia, apesar da sua aplicação no país estar no ritmo longe do ideal. “Ainda caminhamos devagar na vacina, mas seguramente essa campanha vai se intensificar, porque vacina sim é a principal aliada no combate à pandemia de Covid-19”, disse ele, no mesmo evento.

Médico há mais de 30 anos e reconhecido no segmento – é atual presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia -, Queiroga também tem um bom trânsito no meio político. Ele é próximo a um dos filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro, e tem ligações com o clã Bolsonaro pela política paraíbana – ele nasceu em João Pessoa e se formou em medicina na Universidade Federal da Paraíba.

Desde a queda de Henrique Mandetta, em abril de 2020, Flávio Bolsonaro já vinha defendendo o nome de Queiroga para conduzir a pasta. Nesse meio tempo, assumiram o posto o oncologista Nelson Teich e o general Eduardo Pazuello. Queiroga é irmão do ex-verador da Câmara de João Pessoa Marco Antônio (PV), que tentou a reeleição em 2020, mas não conseguiu votos suficientes. Conforme pessoas próximas, o novo ministro da Saúde sempre se considerou de direita e é um eleitor declarado de Jair Bolsonaro.

Na última semana, ele esteve um encontro com o ministro do Turismo, Gilson Machado, para discutir a escolha do Rio de Janeiro como sede do Congresso Mundial de Cardiologia em 2022. No post, Queiroga chama Machado de “o ministro do Turismo do coração dos brasileiros”.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Carla Maria Silva Maia explica a importância de uma consultoria empresarial

O mercado cresce cada dia mais e pequenas empresas tornam-se médias e grandes empresas, tornam-se multinacionais, afirma Carla Maria Silva Maia. Com...

Moraes nega pedido de Witzel para paralisar andamento do impeachment

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta segunda-feira o pedido de Wilson Witzel para paralisar o andamento do processo de...

A mensagem de Pujol no Dia do Exército: ‘Lealdade à Constituição’

Mensagem do Dia do Exército assinada pelo comandante Edson Pujol nesta segunda registra em dois trechos o compromisso da força com a Constituição. Pujol, que...

Leilão de apartamento de Ciro Gomes entra na reta final na Justiça

Um conhecido site de leilões anuncia para o dia 10 de junho o leilão de um apartamento do pedetista Ciro Gomes em Fortaleza. O imóvel...