21.6 C
Brasil
domingo, junho 20, 2021
Início Brasil Ação de Bolsonaro contra radares aumentou mortes nas estradas, diz estudo

Ação de Bolsonaro contra radares aumentou mortes nas estradas, diz estudo

O número de acidentes que resultam em morte nas rodovias federais brasileiras está diretamente associado à falta de radares móveis, portáteis e estáticos, aponta estudo que analisou o período seguinte ao despacho de Jair Bolsonaro, de 15 de agosto de 2019, que proibiu a fiscalização de velocidade pela Polícia Rodoviária Federal.

Intitulado “Indústria da multa ou fábrica de criminosos no trânsito”, o levantamento foi realizado pela organização SOS Estradas, que comparou dados entre os meses de agosto e dezembro de 2019.

O estudo calculou uma média 15% maior no número de mortes por mês nas rodovias, em comparação com a mesma data de 2018.

Dados da PRF mostram uma redução no número de acidentes: 2,6% a menos do que no ano anterior. Mas o número de acidentes com mortos ou feridos aumentou 132,6%: subiu de 23.963, em 2018, para 55.756, em 2019.

O número de mortes também registrou o seu primeiro aumento desde 2012, com crescimento de 1,2%.

Para o advogado Daniel Kalume, sócio do Mota Kalume Advogados, o estudo mostra que o endurecimento da fiscalização do trânsito é diretamente proporcional à diminuição de acidentes, muitos deles fatais. “Falar em rigidez no trânsito é falar em vidas. A política de trânsito brasileira deve ser repensada com urgência”, afirma.

Durante a pandemia da Covid-19, houve uma redução do número de veículos em circulação nas rodovias federais, estimada em 15%. Mas, a redução de óbitos em acidentes não foi proporcional, resultando em uma leve queda de somente 0,9%.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Milhares de manifestantes protestam contra Boslonaro na avenida Paulista

Um sem-número de manifestantes protesta na tarde deste sábado, 19, contra o presidente Jair Bolsonaro na avenida Paulista, centro de São Paulo. A manifestação...

Em campanha pelo STF, presidente do STJ recebe líderes evangélicos

Ainda sonhando com o STF, o presidente do STJ, ministro Humberto Martins, passou a semana recebendo líderes evangélicos no tribunal para poder ampliar sua...

Disputa de poder no Planalto trava articulação no Congresso

A disputa por poder no Planalto, que mobiliza o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, a chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda,...

Antigo partido de Bolsonaro abre as portas para Doria em 2022

Se o PSDB seguir Aécio Neves e fritar João Doria nas prévias do fim do ano, o tucano tem outra poderosa máquina partidária como...