22.3 C
Brasil
domingo, abril 18, 2021
Início Brasil Aras pede que ação sobre atividades religiosas saia das mãos de Gilmar

Aras pede que ação sobre atividades religiosas saia das mãos de Gilmar

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu que a ação apresentada pelo PSD no Supremo Tribunal Federal (STF) contra decreto do governo do estado de São Paulo proibindo a realização de cultos, missas e e outras atividades religiosas coletivas saia das mãos do ministro Gilmar Mendes e vá para o ministro Nunes Marques.

Como se sabe, Gilmar Mendes negou, mais cedo nesta segunda-feira, o pedido do PSD — mantendo a proibição —  e mandou a ação para o plenário, tendo em vista a importância do tema. No sábado, uma liminar dada por Nunes Marques em outra ação liberou as atividades religiosas em todo o Brasil.

Com a decisão de Gilmar, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, marcou a análise da questão pelo plenário para esta quarta-feira. Aras, contudo, argumenta que a ação na qual Nunes Marques decidiu — apresentada pela Anajure — é mais antiga e, por isso, geraria a chamada “prevenção”.

“A verificação das datas de propositura e de distribuição, bem como a caracterização da coincidência de objetos das ações recomenda seja a ADPF 811/SP redistribuída, por prevenção/dependência, ao Ministro Nunes Marques”, afirma a petição da PGR.

Na última quarta-feira, porém, Aras, que é contra a restrição a cultos e missas, havia se manifestado justamente na ação do PSD, sob o argumento de que a Constituição assegura a liberdade religiosa e que “a assistência espiritual é essencial para muitas pessoas enfrentarem a pandemia”. 

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

A dura missão de Braga Netto na Defesa

Walter Braga Netto levará um tempo para vencer a desconfiança na caserna. No Exército, oficiais generais de alta patente consideram que Braga Netto aprendeu...

A relação do novo chefe do Itamaraty com a China

Se o ambiente melhorou com os Estados Unidos na esteira dessa discussão da Cúpula do Clima de Joe Biden, o mesmo pode-se dizer em...

Os ‘exemplos domésticos’ do ministro Edson Fachin, do STF, no isolamento

No isolamento social há um ano, o ministro Edson Fachin, que comanda os casos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, divide o tempo entre...

Presidenciáveis de centro e esquerda se unem em críticas a Bolsonaro

Cinco presidenciáveis de diferentes partidos e ideologias – o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), os governadores João Doria (PSDB-SP) e Eduardo Leite...