21.8 C
Brasil
quarta-feira, março 3, 2021
Início Brasil Bolsonaro promete ‘interferência zero’ na Petrobras

Bolsonaro promete ‘interferência zero’ na Petrobras

Após indicar o general Luna e Silva para a presidência da Petrobras o que derrubou as ações da estatal nas bolsas, o presidente Jair Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo neste sábado, 20, na qual prometeu não interferir na empresa. “Vamos continuar sem interferir, interferência zero, zero, contudo vai ter transparência e previsibilidade”, disse Bolsonaro.

A live do presidente foi feita dentro do carro, divulgada pelo filho, o deputado Eduardo Bolsonaro. O presidente demonstrou certa irritação com os críticos, de que ele estaria interferindo na Petrobras, e se diz incomodado com a forma como a empresa tem sido administrada. “Vocês sabiam que desde março do ano passado o presidente da Petrobras está em casa, assim como a sua diretoria? Não dá para governar, não é? Estar à frente de uma estatal, dessa maneira? Coisas erradas acontecem”, diz Bolsonaro.

Na sexta-feira, Bolsonaro anunciou a indicação de Joaquim Silva e Luna para o comando da Petrobrras no lugar do demitido Roberto Castello Branco. A mudança ainda depende do aval do Conselho de Administração, que deve se reunir na próxima semana.

O presidente acredita que o preço do combustível poderia ser 15% mais barato, apenas com melhorias na fiscalização e na administração. “Hoje em dia, eu acho que a gasolina podia ser, o combustível, no mínimo 15% mais barato, se todos os órgãos tivessem funcionando”. Segundo ele, estes órgãos são a própria Petrobras, o Ministério de Minas e Energia, a Receita Federal e o Inmetro. Ele criticou a Receita por não fiscalizar notas fiscais de postos de gasolina.

O presidente disse que já está “ultimando” o Inmetro para que faça a fiscalização das quantidades de gasolina que saem das bombas dos postos de gasolina. O presidente afirmou que muitos postos de gasolina estão nas mãos de pessoas envolvidas com organizações criminosas, referência aos cartéis que comandam o setor de combustíveis em algumas localidades.

Bolsonaro reclamou que, a cada aumento de combustível, a população remete as críticas para a figura dele. “Quando há um aumento de combustível, o pessoal aponta e atira para o presidente da República”, afirmou. Ele disse esperar que o atual presidente da companhia, Roberto Castello Branco, não promova mais reajustes dos combustíveis até deixar a cadeira. O presidente também afirmou que é necessário o consumidor saber quanto paga de impostos sobre os combustíveis e a margem de lucro dos postos, segundo ele uma “caixa preta”.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

STJ absolve desembargadora que insultou Marielle Franco

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) absolveu a desembargadora Marília de Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio, da acusação de calúnia por ter...

Pronunciamento de Bolsonaro é novamente adiado

Apesar de integrantes do governo e o próprio presidente Jair Bolsonaro terem passado o dia falando do pronunciamento em rede nacional, um importante auxiliar...

Corrupção na pandemia: promotores acham R$ 300 mil com investigado no DF

Promotores do Distrito Federal encontraram quase 300.000 reais em dinheiro vivo na casa de um dos alvos da Operação Falso Negativo, que investiga um...

Prorrogação da outorga da BR-040 anima concessionárias de rodovias

A liminar da Justiça Federal que prorrogou a concessão da BR-040, administrada pela Concer, por conta dos desequilíbrios econômico-financeiros causados pela pandemia de Covid-19...