22 C
Brasil
sábado, fevereiro 27, 2021
Início Brasil Combate às fake news na Câmara trata de Covid, impeachment e maconha

Combate às fake news na Câmara trata de Covid, impeachment e maconha

“É falso que Rodrigo Maia tenha aprovado pedido de impeachment de Bolsonaro”.  “É falso que o projeto obrigue uso de máscara dentro de casa e permita invasão domiciliar para fiscalização”. “É falso que deputados trabalham só dois dias por semana”.

Essas são 3 das 73 checagens  feitas pelo serviço “Comprove”, que, desde o final de 2019, verifica informações que circulam a respeito da Câmara dos Deputados.

Desse total de fake news rebatidas por esse serviço, Rodrigo Maia aparece citado diretamente em 10 delas.

Mentiras que precisaram ser rebatidas, tipo: “é falso que Maia tenha fraudado votação de mudanças no fundo partidário”,  “é falsa a foto do presidente da Câmara recebendo pedido de impeachment de Bolsonaro” e até “é falso que o presidente da Câmara tenha participado de uma tentativa de golpe de estado”, se referindo a uma pseudo tentativa de se implementar o parlamentarismo no Brasil.

O “Comprove” sai em defesa também do conjunto de deputados e negou que “deputados estão liberados de de trabalho legislativo às quintas”. Esta seria uma meia mentira. É comum presidente da Casa “liberar o ponto” das quintas, permitindo parlamentares voltarem para suas bases eleitorais sem precisar bater o ponto, que é registrar a presença na Casa.

Até mesmo o projeto que tramita sobre o uso medicinal da maconha foi parar nas fake news “oficiais”. Uma das checagens negou que o portal da Câmara tente esconder a existência da proposta.

 

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Toffoli impede uso de ‘legitima defesa da honra’ em processos criminais

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu uma decisão liminar nesta sexta-feira que impede o uso da tese da “legítima defesa da honra”...

Pandemia de confusão

A pandemia do coronavírus produziu um impacto catastrófico na normalidade e regularidade da vida social, econômica, política e, principalmente, nas estruturas da saúde pública...

Ações do Padre Júlio Lancellotti podem virar lei nacional

O uso de técnicas de arquitetura hostil em áreas públicas é prática recorrente de diversos gestores para marginalizar ainda mais as pessoas em situação...

Para OAB, investigação do STJ contra procuradores da Lava-Jato é legal

O  inquérito aberto pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para investigar procuradores da Lava-Jato ganhou o apoio do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. Para ele, a...