28.8 C
Brasil
quarta-feira, fevereiro 24, 2021
Início Brasil Deputado do PSL faz ‘jogada de marketing’ em carro pago com verba...

Deputado do PSL faz ‘jogada de marketing’ em carro pago com verba pública

Não tem quem não repare. Quem passa pela área externa do estacionamento da Câmara se depara com o utilitário estilizado do deputado Delegado Waldir (PSL-GO).

Ao redor de toda lataria de seu vistoso veículo destacam-se em cores, letras e números  seu nome, o de seu partido e o 17, dessa sua legenda. Nas duas laterais e no fundo. No capô, uma enorme bandeira do Brasil.

Lembra uma campanha eleitoral, ainda que fora de época: PSL, Partido Social Liberal, 17, Delegado Waldir. Está tudo lá na sua Trailblazer.

O carro tem placa de Goiânia, onde foi alugado pelo gabinete do deputado por 9.250 reais por mês. Esse valor é debitado na cota da verba parlamentar da Câmara. Dinheiro público. Há previsão legal para o uso desse recurso.

Mas na lista de despesas que não podem ser pagas pela cota aparece a vedação a “gastos de caráter eleitoral”.

O deputado falou com o Radar e não esconde se tratar de uma “jogada de marketing”, uma “estratégia”, um “ato de criatividade”.

Ele nega se tratar de uma campanha eleitoral antecipada.

“Não é autopromoção ou propaganda eleitoral antecipada. Nem no período eleitoral estamos ainda. Não sou candidato agora. Acontece que tem deputado que espalha outdoor por aí e não é ilegal. Isso também que eu faço não é ilegal. É o meu carro oficial”, afirmou Waldir.

Continua após a publicidade

Ex-líder do PSL, ele diz que a visibilidade de seu “carro oficial” demonstra o contrário do que as pessoas imaginam. É uma medida de transparência, garante.

“É uma forma de não esconder que sou deputado e que ando de cabeça erguida. É mais fácil de me fiscalizarem. Se vou a um motel ou se faço algo errado com o carro, todo mundo vai ver, vai saber. Sou transparente”.

E segue na justificativa:

“Não me escondo. Esse carro é isso mesmo. Um elefante. Um dinossauro. Tanto que você notou. Acho que estou dando um exemplo. Poderia optar por um carro descaracterizado, como muitos fazem por aí. Mas não”.

Há 6 meses ele desfila com esse modelo com  toda essa adesivagem nas laterais, mas com a volta das sessões presenciais, o carrão apareceu em Brasília. Ele garante que a alegoria do carro foi  paga com dinheiro próprio.

Com a cota da Câmara, o deputado paga também 3 mil reais mensais de combustível e lubrificante.

O Delegado Waldir afirma ser um dos deputados, de toda Câmara, que gasta os menores valores da cota. Não utiliza o limite nem despesas como divulgação do mandato parlamentar, por exemplo.

Abaixo, o recibo do aluguel do carro, pago pela cota parlamentar do deputado.

<span class="hidden">–</span>///Reprodução
Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Governadores criticam desvinculação de receitas da educação e saúde

Governadores do Nordeste se posicionaram contra a desvinculação das receitas constitucionalmente destinadas a ações e serviços públicos de saúde e a manutenção e desenvolvimento...

Laboratório de Santarém quer identificar novas cepas da Covid-19

Parceria entre o governo do Pará e a Universidade Federal Oeste do estado (Ufopa) reativou, nesta quarta-feira, 24, o Laboratório de Biologia Molecular (Labimol),...

A dobradinha de Guedes e Roma no Planalto

Nesta terça, no início da cerimônia com prefeitos no Palácio do Planalto, o ministro da Cidadania, João Roma, e o chefe da Economia, Paulo...

Alcolumbre é eleito presidente da CCJ do Senado

Como previsto, Davi Alcolumbre acaba de ser eleito por aclamação o novo presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a mais importante...