21.6 C
Brasil
domingo, junho 20, 2021
Início Brasil Em momento crítico da pandemia, SP tem a 2ª pior taxa de...

Em momento crítico da pandemia, SP tem a 2ª pior taxa de isolamento do ano

São Paulo teve na última sexta-feira, 4, em meio ao feriado prolongado de Corpus Christi, um índice de 40% de isolamento social, o segundo pior do ano — em outras cinco datas, a taxa foi de 39%, em três delas em fevereiro –, segundo dados do Simi (Sistema Inteligente de Monitoramento), do governo estadual. Para especialistas, a taxa mínima para surtir efeito na contenção do avanço do vírus deve ser de 70%.

A baixa adesão ao isolamento ocorre desta vez, no entanto, em um momento bastante crítico da pandemia. O estado está com 81,7% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados. No dia 2 de junho, São Paulo registou 23.122 mil novos casos, o segundo maior número diário de novos contaminados desde o início da pandemia, em março de 2020 — menor apenas que os registros do dia 1º de abril, quando 26.567 pessoas tiveram o vírus detectado.

O isolamento na última quinta-feira foi de 47%, feriado no estado, exceto na capital e 42% no sábado. Normalmente, feriados e fins de semana registram maior taxa de isolamento por serem dias em que a população prefere ficar em casa para descansar.

- Advertisment -

Ultimas Notícias

O presente que fez Bolsonaro se apaixonar pela CBF

Nesse rolo da Copa América, acolhida de pronto por Jair Bolsonaro, um interlocutor da CBF revela o fato que selou o amor presidencial por...

Milhares de manifestantes protestam contra Boslonaro na avenida Paulista

Um sem-número de manifestantes protesta na tarde deste sábado, 19, contra o presidente Jair Bolsonaro na avenida Paulista, centro de São Paulo. A manifestação...

Em campanha pelo STF, presidente do STJ recebe líderes evangélicos

Ainda sonhando com o STF, o presidente do STJ, ministro Humberto Martins, passou a semana recebendo líderes evangélicos no tribunal para poder ampliar sua...

Disputa de poder no Planalto trava articulação no Congresso

A disputa por poder no Planalto, que mobiliza o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, a chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda,...