21 C
Brasil
sexta-feira, março 5, 2021
Início Brasil Empresariado bolsonarista foca nas reformas e ‘perdoa’ barganha de cargos

Empresariado bolsonarista foca nas reformas e ‘perdoa’ barganha de cargos

Parte do PIB brasileiro não vê como problema a recriação do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio como porção da conta a ser paga pelo governo de Jair Bolsonaro ao centrão pela eleição de Arthur Lira (PP-AL) presidente da Câmara. O problema seria transformá-lo em mero cabide de empregos e loteamento de cargos, como já ocorrido nos governos petistas.

A avaliação vem de Carlos Wizard, o empresário bolsonarista que ainda considera as reformas administrativa e tributária mais importantes do que o jogo de cargos na Esplanada.

O empresário não palpita sobre nomes a ocupar o eventual posto – que, na prática, retiraria espaço do ministério de Paulo Guedes –, mas já adianta que não importa quais sejam as miudezas a tratar, o importante é que os nós sejam desatados urgentemente.

Em português claro, recriar ministério e alojar políticos no primeiro escalão pode ser algo tolerável, na avaliação do empresário, se o governo e seus aliados fizerem sua parte na liberação da pauta hoje travada no Parlamento. É preciso votar.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Marco Aurélio manda Câmara votar abertura de processo contra Bolsonaro

Em janeiro, o governador do Maranhão, Flávio Dino, apresentou ao STF uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro pelo crime de calúnia. O governador...

‘A gente volta a sorrir quando você sair’, diz Maia a Bolsonaro

Para tirar o foco do noticiário da mansão do filho Zero Um, o presidente Jair Bolsonaro voltou a radicalizar nas declarações sobre a pandemia...

Witzel pede ao STF que afastamento do cargo não passe de 180 dias

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que o afastamento do governador do estado,...

Depois de colocar SP na fase vermelha, Doria reforça segurança

João Doria teve que reforçar a segurança nos arredores da própria residência por causa da turma radical que não aceita as medidas se segurança...