22.3 C
Brasil
sexta-feira, março 5, 2021
Início Brasil Governo confirma caminhoneiros e militares como prioritários em vacinação

Governo confirma caminhoneiros e militares como prioritários em vacinação

O novo plano que estabelece a ordem e o público prioritário para vacinação contra Covid-19 foi divulgado na quinta-feira, 28, pelo governo federal, e confirma a inclusão de novas categorias, como caminhoneiros, motoristas do transporte coletivo e membros das Forças Armadas. A lista total tem  27 categorias, entre elas contingentes que já haviam sido definidos como prioritários, como idosos e pessoas com comorbidades.

Com a alteração, mais de um terço dos brasileiros, 77,2 milhões, se encaixa nos critérios prioritários — na primeira lista, eram 51 milhões. O grande problema para o governo é que o país tem até agora apenas 12,8 milhões de doses disponíveis, sendo 10,8 milhões da CoronaVac e 2 milhões da AstraZeneca/Oxford.

Segundo o Ministério da Saúde, a nova lista foi decidida em concordância com Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), a partir dos princípios da OMS (Organização Mundial da Saúde). Contudo, em nota, a pasta ressaltou que essa é apenas uma recomendação do Plano de Vacinação e do Programa Nacional de Imunizações (PNI). “Com a lógica tripartite do Sistema Único de Saúde (SUS), estados e municípios têm autonomia para montar seu próprio esquema de vacinação e dar vazão à fila de acordo com as características de sua população, demandas específicas de cada região e doses disponibilizadas”.

Uma das novidades na lista de grupos prioritários são as Forças Armadas, grupo próximo do presidente Jair Bolsonaro — que é um capitão da reserva do Exército — e tem muitos membros em postos-chave do governo, inclusive o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que é general da ativa.

Já os caminhoneiros, que chegaram a apoiar atual governo, atualmente se mostram insatisfeitos pelo aumento do diesel e ameaçam uma nova greve na segunda-feira, 1º. A decisão de incluí-los no plano de vacinação como grupo prioritário foi interpretada como uma tentativa do governo federal de tentar impedir uma nova paralisação da categoria.

Veja a nova lista dos públicos prioritários:

  • Pessoas com 60 anos ou mais e que estejam institucionalizadas
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas
  • Povos indígenas vivendo em terras indígenas
  • Trabalhadores de saúde
  • Pessoas de 80 anos ou mais de idade
  • Pessoas de 75 a 79 anos de idade
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas
  • Povos e comunidades tradicionais quilombolas
  • Pessoas de 70 a 74 anos de idade
  • Pessoas de 65 a 69 anos de idade
  • Pessoas de 60 a 64 anos de idade
  • Pessoas que possuam comorbidades
  • Pessoas com deficiência permanente grave
  • Pessoas em situação de rua
  • População privada de liberdade
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade
  • Trabalhadores da educação do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA)
  • Trabalhadores da educação do ensino superior
  • Forças de segurança e salvamento
  • Forças Armadas
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros
  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário
  • Trabalhadores de transporte aéreo
  • Trabalhadores de transporte aquaviário
  • Caminhoneiros
  • Trabalhadores portuários
  • Trabalhadores industriais
Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Polícia trabalha com tese de complô de mandantes na morte de Marielle

A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro está trabalhando com a tese de um possível complô entre intermediários e mandantes do duplo assassinato...

Operação flagra mais um grande desmatamento na Chapada dos Veadeiros

Uma operação contra desmatamento irregular na região da Área de Proteção (APA) de Pouso Alto, no município de Cavalcante, resultou em multas que somam...

Como o vídeo ‘Custo Bolsonaro’ mexeu com as redes nas últimas 24 horas

Análise da consultoria Arquimedes sobre o comportamento das redes desde que o vídeo Custo Bolsonaro começou a circular nesta quinta-feira mostra que a produção,...

Damares anuncia domingo dados de violência contra mulheres no país

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos divulga no domingo os dados de denúncias recebidas pelo Disque 100 e pelo Ligue...