27.8 C
Brasil
segunda-feira, abril 19, 2021
Início Brasil Lira liga ‘sinal amarelo’ ao governo: ‘remédio legislativo pode ser fatal’

Lira liga ‘sinal amarelo’ ao governo: ‘remédio legislativo pode ser fatal’

O presidente da Câmara, Arthur Lira, realizou nesta quarta um duro discurso na Câmara em que enviou um recado ao governo de Jair Bolsonaro sobre a condução da pandemia e os erros que fizeram com que o Brasil chegasse nesta quarta a 300.000 mortos na pandemia.

Sem citar Bolsonaro, o presidente da Câmara lembrou que o Parlamento possui meios “amargos” e até “fatais” para lidar com erros como os cometidos até o momento na pandemia e que a situação chegou ao “limite”.

“Estou apertando hoje um sinal amarelo para quem quiser enxergar: não vamos continuar aqui votando e seguindo um protocolo legislativo com o compromisso de não errar com o país se, fora daqui, erros primários, erros desnecessários, erros inúteis, erros que que são muito menores do que os acertos cometidos continuarem a serem praticados”, disse Lira.

“CPIs ou lockdowns parlamentares, medidas com níveis decrescentes de danos políticos, devem ser evitados. Mas isso não depende apenas desta Casa. Depende também, e sobretudo, daqueles que fora daqui precisam ter a sensibilidade de que o momento é grave, a solidariedade é grande, mas tudo tem limite“, seguiu o deputado.

“Os remédios políticos no Parlamento são conhecidos e são todos amargos. Alguns, fatais”, avisou.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

A mensagem de Pujol no Dia do Exército: ‘Lealdade à Constituição’

Mensagem do Dia do Exército assinada pelo comandante Edson Pujol nesta segunda registra em dois trechos o compromisso da força com a Constituição. Pujol, que...

Leilão de apartamento de Ciro Gomes entra na reta final na Justiça

Um conhecido site de leilões anuncia para o dia 10 de junho o leilão de um apartamento do pedetista Ciro Gomes em Fortaleza. O imóvel...

Quem disse que o sol é para todos?

Vencedor do prêmio Pulitzer, em 1961, O Sol é Para Todos é uma narrativa atemporal que aborda temas ainda vividos em nossa...

Caso Henry: pai do menino pede aumento da pena para casos como o dele

Em meio ao luto pela morte de seu único filho, o menino Henry, de 4 anos, o engenheiro Leniel Borel de Almeida, de 37,...