20.8 C
Brasil
terça-feira, março 9, 2021
Início Brasil Manaus foi abandonada à própria sorte

Manaus foi abandonada à própria sorte

A cidade de Manaus está tomada pela Covid-19. Falta oxigênio no Hospital Universitário Getulio Vargas, o principal da cidade, e familiares de pacientes correm para comprar, por conta própria, cilindros de oxigênio para seus parentes internados. Os cilindros estão chegando no hospital em carros particulares e ambulâncias. Há semanas, todos hospitais da cidade estão esgotados e pacientes que conseguem são transferidos para Belém e Teresina. 

Em nota, o hospital universitário confirmou o fim dos estoques de oxigênio “que afeta toda a cidade de Manaus” e afirmou que “há dias” a fornecedora não entrega o suficiente para atender a demanda. Aviões da Força Aérea estão trazendo mais oxigênio, mas a situação é de calamidade. “Acabou o oxigênio e os hospitais viraram câmaras de asfixia”, disse o pesquisador Jesem Orellana, da Fiocruz Amazônia, à repórter Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. “Os pacientes que conseguirem sobreviver, além de tudo, devem ficar com sequelas cerebrais permanentes.”

Epicentro da primeira onda de Covid-19 no Brasil em abril, Manaus está revivendo o drama dos enterros coletivos, com retroescavadeiras soterrando os corpos sem a presença de parentes para chorar suas perdas. No quarta-feira (13), foram 198 enterros, a grande maioria de vítimas de Covid-19. Foi o quarto dia seguido de recorde de enterros na cidade. A Prefeitura vai a instalar câmaras frigoríficas no cemitério Nossa Senhora Aparecida para preservar os corpos à espera de um funeral. De acordo com os registros, Manaus teve 91 mil casos confirmados de Covid e 3.856 mortes até quarta-feira.

Cientistas estudam se existe correlação entre esta onda de Covid-19 e a descoberta de uma nova variante do vírus, batizada de P.1. É absolutamente normal que, durante uma pandemia, o vírus sofra mutações conforme é transmitido de pessoa para pessoa. O que chama a atenção no caso da variante encontrada em Manaus é que as mudanças ocorreram nos genes que codificam a estrutura que fica na superfície do vírus. Há indicações de que essa variação pode deixar o vírus mais infeccioso, embora esta ainda é uma possibilidade ainda em estudo. Uma das prioridades científicas mundiais hoje é descobrir se as vacinas já disponíveis são capazes de combater a cepa do vírus de Manaus.

A descoberta de uma nova variante do Covid em Manaus ocorreu depois que turistas japoneses que estiveram na cidade voltaram contaminados ao seu país. Logo depois, um estudo coordenado pelo Imperial College confirmou as singularidades da cepa do vírus de Manaus. Cientistas já haviam descoberto variantes do vírus no Reino Unido e na África do Sul, ambas mais potentes que a cepa padrão da Covid-19. Na quarta-feira, o Reino Unido anunciou a proibição de aviões vindos do Brasil e de outros países da América do Sul, temendo contágio com a cepa de Manaus. Outros países da Europa devem fazer o mesmo nos próximos dias.

Se houvesse um Ministério da Saúde sério, os esforços hospitalares do país estariam concentrados em levar suprimentos e medicamentes aos manauaras. Ao invés disso, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, passou as últimas semanas insistindo que acidade tratasse seus pacientes com cloroquina, o que é mesmo que condená-los a própria sorte. 

Manaus é o retrato do Brasil asfixiado por um governo que não se importa.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Veja quais medidas de restrição são estudadas pelos governadores

Dispostos a adotar medidas conjuntas para conter o avanço da pandemia de coronavírus, os 23 governadores que integram o pacto pela vida devem começar...

Operação prende 1,5 mil pessoas por crimes contra mulheres

Realizada simbolicamente no Dia Internacional da Mulher, a Operação Resguardo prendeu nesta segunda-feira, 8, 1.548 pessoas e cumpriu 985 mandados de prisão por crimes...

Gilmar Mendes não deve aceitar calado decisão de Fachin

Interlocutores de Gilmar Mendes dão como certo que o ministro não aceitará calado a decisão do ministro Edson Fachin, de ter decretado a morte...

Bolsonaro sobre Lula: ‘brasileiro não quer candidato como ele em 2022’

Ao comentar a decisão do ministro Edson Fachin que tornou o ex-presidente Lula elegível novamente, o presidente Jair Bolsonaro disse acreditar que o povo brasileiro não...