23.7 C
Brasil
sexta-feira, abril 23, 2021
Início Brasil Novas soluções para velhos problemas

Novas soluções para velhos problemas

No interior do estado de São Paulo, uma cidade vive à frente do seu tempo. A inovação entrou como peça-chave do desenvolvimento de São José dos Campos entre os anos 40 e 60, com a chegada do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Desde então, respira tecnologia e, hoje, tem em sua gestão o lema de buscar novas soluções para velhos problemas. 

Quem ainda não ouviu falar no município, certamente conhece as empresas que compõem seu famoso Parque Tecnológico, que abriga mais de 300 companhias, incluindo instituições de ensino e pesquisa. O complexo de inovação e empreendedorismo foi inaugurado em 2009, recebendo investimentos na cifra do bilhão.

E o objetivo é que não pare de crescer. São José, por exemplo, tem o mais rápido processo para abertura de empresas. Em apenas 24 horas, um empreendedor consegue tirar seu CNPJ para atuar na cidade, que também concede incentivos fiscais para algumas áreas de atuação – como a logística – e facilidades como o Centro de Compartilhamento de Serviços. 

No início do ano, focando nos três pilares da sustentabilidade, a prefeitura lançou um edital para empresas interessadas em concessões que integram o Programa de Parcerias de Investimento (PPI). Entre elas estão o Aeroporto Professor Ernesto Stumpf, a contratação de energia verde sustentável para abastecer os prédios públicos municipais e a Linha Verde (com sistema VLP), a arena poliesportiva, o estádio Martins Pereira, o parque municipal Roberto Burle Marx, o Bilhete Único, estacionamentos subterrâneos e o sistema de gestão financeiro do transporte público da cidade. 

Com isso, é esperado atrair cerca de 500 milhões de reais em investimentos, gerando empregos, novos serviços para a população e uma melhor infraestrutura urbana, garantindo ainda mais qualidade de vida para os moradores que já estão acostumados com tecnologia e inovação em seu dia a dia.

Inovação em meio à crise

Novas ideias permearam as medidas implementadas no combate ao novo coronavírus. Em 35 dias, a cidade viu nascer um hospital de retaguarda e não um de campanha, que, em uma realidade pós-pandêmica, funcionará como pronto-socorro. Todos os dias, o sistema de saúde público avalia as entradas de pacientes com sintomas de Covid-19, oferece testes rápidos de antígeno e faz parceria com empresa local para emprestar oxímetros para quem for diagnosticado com a doença. 

Na economia, São José também quer fazer diferente: durante a fase vermelha do Plano SP, que libera apenas atividades de serviços essenciais, a ideia é dividir os dias de funcionamento entre grandes e pequenos comércios, evitando o fechamento dos negócios de quem mais têm sofrido as consequências da pandemia. 

<span class="hidden">–</span>Prefeitura de São José dos Campos/Estúdio ABC
Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Plasfer: como aplicar sustentabilidade na empresa

O conceito de sustentabilidade está muito disseminado no mundo atual, a tendência é aderir e manter o natural. A empresa Plasfer Healthcare...

Apesar do STF, Moro define partido e marca prazo para decidir sobre 2022

Depois de ter a biografia de juiz implacável com corruptos sepultada pelo STF, Sergio Moro terá uma dura decisão a tomar: entrar ou não...

CNJ participa de audiência na Corte Interamericana de Direitos Humanos

O Conselho Nacional de Justiça foi convidado a participar de audiência pública de supervisão de sentença no caso Ximenes Lopes vs. Brasil, marcado para...

Quais são as raças de cachorro mais inteligente do mundo?

Rafael Libman é um grande entusiasta da sétima arte, animais e tecnologia. Segundo ele, um professor da Universidade de Columbia, no Canadá,...