24.6 C
Brasil
quarta-feira, junho 23, 2021
Início Brasil Pazuello não poderá omitir nomes nem proteger condutas de terceiros na CPI

Pazuello não poderá omitir nomes nem proteger condutas de terceiros na CPI

Na decisão em que concede o direito ao silêncio ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o ministro Ricardo Lewandowski deixa o general na chuva num dos pontos cruciais da estratégia da CPI da Pandemia. Pazuello, segundo o magistrado, está obrigado a relatar fatos, citar nomes e detalhar condutas de terceiros, não estando protegido pelo escudo do silêncio sobre isso.

“No que concerne a indagações que não estejam diretamente relacionadas à sua pessoa, mas que envolvam fatos e condutas relativas a terceiros, não abrangidos pela proteção ora assentada, permanece a sua obrigação revelar, quanto a eles, tudo o que souber ou tiver ciência, podendo, no concernente a estes, ser instado a assumir o compromisso de dizer a verdade”, diz Lewandowski.

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Bolsonaro manda PF investigar aliado que o alertou sobre corrupção

O ministro Onyx Lorenzoni anunciou há pouco a providência adotada por Jair Bolsonaro depois de o aliado dele, o deputado Luis Miranda, ter anunciado...

“Eu vim do agro”, diz novo ministro do Meio Ambiente em vídeo

O novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite, também conhecido como Juca, é um nome bastante conhecido no agronegócio brasileiro. Além de...

Senadores defendem livre sorteio de recursos contra CPI no STF

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, recebeu nesta quarta três integrantes da CPI da Pandemia no Senado: os senadores Renan Calheiros, relator da...

Assessor de Bolsonaro vira réu por gesto racista em sessão do Senado

Denunciado no último dia 8 pelo Ministério Público Federal, Filipe Martins, assessor do presidente Jair Bolsonaro para assuntos internacionais,  virou réu pela prática do...