22.3 C
Brasil
domingo, abril 18, 2021
Início Brasil Prefeito de BH diz que não liberará cultos e missas presenciais

Prefeito de BH diz que não liberará cultos e missas presenciais

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de liberar missas e cultos presenciais, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, postou em seu Twitter que a cidade não seguirá a medida. “Em Belo Horizonte, acompanhamos o Plenário do Supremo Tribunal Federal. O que vale é o decreto do Prefeito. Estão proibidos os cultos e missas presenciais”, publicou ele.

A decisão do STF vem provocando divisões nas redes sociais. Enquanto o pastor e deputado Marco Feliciano comemorou a medida, se multiplicam os comentários falando sobre a necessidade de isolamento social devido ao recorde do número de mortos pela Covid-19 no país. Em meio à batalha, algumas igrejas já começaram a divulgar aos fiéis a programação de celebrações presenciais de Páscoa com as medidas sanitárias indicadas na decisão, entre elas a limitação da ocupação a 25% da capacidade.

- Advertisment -

Ultimas Notícias

A dura missão de Braga Netto na Defesa

Walter Braga Netto levará um tempo para vencer a desconfiança na caserna. No Exército, oficiais generais de alta patente consideram que Braga Netto aprendeu...

A relação do novo chefe do Itamaraty com a China

Se o ambiente melhorou com os Estados Unidos na esteira dessa discussão da Cúpula do Clima de Joe Biden, o mesmo pode-se dizer em...

Os ‘exemplos domésticos’ do ministro Edson Fachin, do STF, no isolamento

No isolamento social há um ano, o ministro Edson Fachin, que comanda os casos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, divide o tempo entre...

Presidenciáveis de centro e esquerda se unem em críticas a Bolsonaro

Cinco presidenciáveis de diferentes partidos e ideologias – o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), os governadores João Doria (PSDB-SP) e Eduardo Leite...