20.2 C
Brasil
terça-feira, abril 20, 2021
Início Brasil Tiros, bombas e pânico no WhatsApp: uma madrugada de terror em Mococa

Tiros, bombas e pânico no WhatsApp: uma madrugada de terror em Mococa

Uma cidade pacata de 68.000 habitantes, Mococa, no interior de São Paulo, acordou assustada na madrugada desta quarta-feira, 7, com barulhos de bombas e tiros. Por volta de 1h30, os grupos de WhatsApp começaram a se manifestar, com pessoas questionando o que estava acontecendo. Demorou a cair a ficha de que se tratavam de rajadas de tiros, algo inédito na cidade.

Logo vídeos de câmeras de segurança de lojas da região central e de moradores começaram a ser compartilhados pelo aplicativo de mensagens. Homens encapuzados, fortemente armados, se espalharam pelas ruas no que logo foi anunciado como um roubo orquestrado a bancos. Houve explosões, e ao menos três agências bancárias foram alvos da quadrilha: Caixa Econômica Federal, Santander e Mercantil do Brasil.

Há menos de 3 km da região do assalto, a delegacia da Polícia Militar e a única UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) de Mococa, ambas lado a lado, foram atingidos por tiros pelos criminosos, que se dividiram durante a ação – eles ocupavam carros de luxo blindados e estavam com armamento pesado, como fuzis.

O pânico entre a população aumentou quando surgiram informações desencontradas de que policiais haviam sido atacados e de que um guarda havia sido baleado no UPA.  Mais tarde, soube-se que o agente de segurança do UPA foi ferido por estilhaços da porta da unidade de saúde – que dias antes teve o telhado destruído por um vendaval, o que obrigou a mover o atendimento para a Santa Casa local.

As ações desse tipo se tornaram comuns nos últimos anos pelo país e têm sido rotuladas pela polícia como “novo cangaço”, em referência aos grupos criminosos que aterrorizavam o interior do Nordeste na primeira metade do século 20. A estratégia é parecida: grupos numerosos de bandidos fortemente armados veículos tomam cidades pequenas – onde o policiamento é menor — e praticam roubos em série.

 

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Processos de Witzel sofrem debandada de advogados de defesa

Após sucessivas derrotas — a última delas foi um pedido para suspender o impeachment negado pelo ministro Alexandre de Moraes — os advogados que...

Caso Henry: Polícia Civil do Rio deve encerrar inquérito nesta semana

A Polícia Civil do Rio de Janeiro não definiu, ainda, se vai ouvir Monique Medeiros, de 33 anos, mãe do menino Henry Borel, de...

Governo abre segundo edital de parceria privada para atuação em Alcântara

A Agência Espacial Brasileira (AEB) publicou na última sexta-feira o segundo chamamento público e tem a expectativa de atrair grupos internacionais e nacionais, que...

A aposta da Embrapa para impulsionar o agro

A Embrapa começa a executar nos próximos dias o maior levantamento já realizado sobre as características do solo brasileiro. A plataforma tecnológica s ser utilizada...