22.3 C
Brasil
domingo, abril 18, 2021
Início Brasil Witzel vai ao STF para suspender retomada de tribunal do impeachment

Witzel vai ao STF para suspender retomada de tribunal do impeachment

A defesa de Wilson Witzel foi ao Supremo Tribunal Federal questionar a decisão do Tribunal Misto do Impeachment de marcar datas para a retomada do depoimento do governador afastado do Rio e do ex-secretário de Saúde, Edmar Santos.

O Tribunal Misto do Impeachment marcou os interrogatórios, que foram interrompidos em dezembro, para os dias 7 e 8 de abril. A suspensão dos depoimentos ocorreu depois que o ministro Alexandre de Moraes entendeu que a oitiva de Witzel só poderia ocorrer após acesso à íntegra da delação de Edmar.

Na nova petição dirigida a Moraes, a defesa do governador afastado alega que a decisão do ministro está sendo descumprida, já que até agora não teve acesso a 24 anexos da delação firmada entre o ex-secretário de Saúde e a Procuradoria-Geral da República — por isso, os advogados pedem para que o processo de impeachment siga suspenso.

O ministro ainda não decidiu.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

A dura missão de Braga Netto na Defesa

Walter Braga Netto levará um tempo para vencer a desconfiança na caserna. No Exército, oficiais generais de alta patente consideram que Braga Netto aprendeu...

A relação do novo chefe do Itamaraty com a China

Se o ambiente melhorou com os Estados Unidos na esteira dessa discussão da Cúpula do Clima de Joe Biden, o mesmo pode-se dizer em...

Os ‘exemplos domésticos’ do ministro Edson Fachin, do STF, no isolamento

No isolamento social há um ano, o ministro Edson Fachin, que comanda os casos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, divide o tempo entre...

Presidenciáveis de centro e esquerda se unem em críticas a Bolsonaro

Cinco presidenciáveis de diferentes partidos e ideologias – o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), os governadores João Doria (PSDB-SP) e Eduardo Leite...