21.1 C
Brasil
terça-feira, setembro 28, 2021
Home Justiça Justiça reage no primeiro dia após o recesso

Justiça reage no primeiro dia após o recesso

O fim do recesso do judiciário começou quente. Vai somando. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, inaugurou a chance de fazer o acordo de não persecução penal e aceitou pagar R$ 189 mil para não ser julgado por caixa 2. Isso foi permitido pela Lei Anti Crime aprovado no atual governo, como revelou o repórter Aguirre Talento, no Globo, mas é constrangedor em um governo que propaga honestidade aos quatro ventos. 

O ministro Luis Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou a decisão do presidente da corte, Dias Toffoli, na qual todas as informações das forças-tarefas da Lava Jato deveriam ser entregues à Procuradoria Geral da República. Isso no momento mais quente da briga do procurador-geral da República, Augusto Aras, contra a operação iniciada em Curitiba. 

A prisão domiciliar da dupla Fabrício Queiroz e Marcia Aguiar, no caso que envolve o senador Flavio Bolsonaro, pode ser revista, ainda que o ministro relator do caso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fisher, esteja no hospital. As decisão têm a capacidade de mexer o tabuleiro em Brasília. E isso é apenas no primeiro dia da volta do judiciário após o recesso.

- Advertisment -

Most Popular

Reviravolta nos tribunais

Rico, poderoso e bem-sucedido, o advogado Roberto Caldas era uma autêntica estrela do mundo jurídico. Juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, ele foi...

Investigados sem foro na Operação Calvário serão julgados na 1ª instância

O desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB), aceitou pedido para que réus da Operação Calvário sem prerrogativa de...

Justiça nega pedido da defesa de Flordelis contra suspeição de juíza

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou nesta quarta-feira, 1, a exceção de suspeição contra a juíza Nearis...

Bolsonarista, ex-fuzileiro assume defesa de viúva do miliciano Adriano

Viúva do miliciano Adriano da Nóbrega e candidata a delatora das entranhas dos crimes do ex-marido, Julia Emília Mello Lotufo mudou de advogado. Saiu...

Recent Comments