21.2 C
Brasil
terça-feira, março 2, 2021
Início Política Corregedor que se reuniu com Bolsonaro perde eleição para presidir o TJ-RJ

Corregedor que se reuniu com Bolsonaro perde eleição para presidir o TJ-RJ

O desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira foi eleito nesta segunda-feira, dia 30, presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). Ele obteve 95 dos 177 votos e derrotou o corregedor, desembargador Bernardo Garcez, que somou 78 votos.

A derrota de Garcez acontece dias depois de ele ter se reunido com o presidente Jair Bolsonaro em Brasília, na sexta-feira, 20. O Órgão Especial do TJ do Rio, do qual Garcez faz parte, é quem vai aceitar ou rejeitar a denúncia do Ministério Público do Rio sobre o caso das rachadinhas do gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O relator do caso é o desembargador Milton Fernandes de Souza. Flávio foi denunciado por peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa. O Zero Um é apontado pelos promotores como líder da organização.

Em nota, a Corregedoria do TJ do Rio informou que processos judiciais não foram discutidos no encontro e que foram tratados assuntos gerais de interesse da administração pública, como os desafios enfrentados pela primeira instância do Judiciário durante o período da pandemia. O convite, segundo a Corregedoria, foi feito pela Presidência da República. A proposta era de que o órgão, que fiscaliza a atividade de juízes e desembargadores, “integre o Comitê de Modernização de Ambiente e Negócios”.

 

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

STF arquiva denúncia da PGR contra “quadrilhão do PP” e salva Lira

A Segunda Turma do STF arquivou a denúncia por organização criminosa contra o chamado “quadrilhão do PP”, que envolvia o presidente da Câmara, Arthur Lira,...

STF julga lei de antenas de SP inconstitucional e abre espaço para 5G

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal publicada ontem julgou inconstitucional a Lei de Antenas de São Paulo. A prefeitura e a câmara municipal recorreram...

Governadores ‘desistem’ de Pazuello para assumir a gestão da crise

Como já aconteceu em outras vezes ao longo dos últimos meses de pandemia da Covid-19, uma comitiva de 21 governadores foi a Brasília nesta...

Ministro pede aposentadoria ao vivo em sessão do STJ

O ministro do Superior Tribunal de Justiça Nefi Cordeiro, de 57 anos, pediu aposentadoria ao vivo durante a sessão de julgamentos desta terça-feira. “Pensei muito...