25.5 C
Brasil
quinta-feira, fevereiro 25, 2021
Início Política O Supremo precisa parar de fazer besteira

O Supremo precisa parar de fazer besteira

O ministro Edson Fachin, do Supremo tribunal Federal, vetou a alíquota zero para a importação de armas.

O papel do Supremo é proteger a Constituição Federal. Jair Bolsonaro ataca a Constituição quase todo dia, de modo que é frequente que o Supremo seja obrigado a levar sua conduta ao limite, eventualmente até avançando o sinal, para cumprir seu papel. Foi o que Alexandre de Moraes fez, por exemplo, quando vetou, corretamente, a nomeação de Alexandre Ramagem para diretor da Polícia Federal.

Mas nada justifica que Fachin interfira em uma decisão sobre alíquota de imposto, competência exclusiva do Executivo. Alíquota zero para arma é uma insanidade, mas não ameaça a Constituição, e Fachin deveria ficar longe do assunto. Sua decisão de vetá-la, mais ainda por ser monocrática, não é jogo duro constitucional, é simples abuso de poder.

A decisão de Fachin não é apenas errada. É politicamente estúpida. Não só desmoraliza o Supremo em uma hora em que ele precisa ser respeitável para barrar os arroubos do presidente como põe Bolsonaro no papel de vítima, fortalece a narrativa de que não o deixam governar, ajuda combate bolsonarista às instituições democráticas.

O Supremo precisa parar de fazer besteira.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Lira recua e minimiza impacto da ‘PEC da impunidade’

Após a péssima repercussão do anúncio da PEC que altera a prisão de parlamentares, o presidente da Câmara Arthur Lira, deu declarações dizendo que...

Prefeitura do Rio lacra veículos de concessionária da Linha Amarela

A prefeitura do Rio de Janeiro sequer calculou o valor de indenização pela encampação da Linha Amarela S.A., mas já está bem à vontade...

A última do marqueteiro de Pazuello na Saúde

Markinhos Show, o marqueteiro de Eduardo Pazuello na Saúde, deu para intimidar jornalistas por telefone em busca de informações sobre fontes de notícias publicadas...

STJ tem dia decisivo para definir escolha do próximo ministro

O pleno do STJ decide nesta quinta-feira qual será o formato – se presencial ou por videoconferência – da sessão destinada a discutir o preenchimento da...