23.4 C
Brasil
segunda-feira, março 8, 2021
Início Política Pai de Rodrigo Maia descarta candidatura do filho ao governo do Rio

Pai de Rodrigo Maia descarta candidatura do filho ao governo do Rio

Pai do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o vereador do Rio de Janeiro, Cesar Maia, de 75 anos, afirmou nesta quarta-feira, 2, que o Democratas (DEM) terá candidatura própria ao governo do estado, em 2022. Em entrevista a VEJA, no entanto, o ex-prefeito da capital fluminense (de 1993 a 1996 e de 2001 a 2008) descartou a possibilidade de o filho concorrer ao cargo e, com isso, abrir mão de disputar novamente uma vaga no Legislativo. “(Ele) não tem pretensões. O papel dele é a defesa da democracia na Câmara nas circunstâncias atuais”, disse Maia, reeleito para o terceiro mandato no Palácio Pedro Ernesto com 55.029 votos, o quarto mais votado.

Derrotado na eleição ao Senado em 2018, Cesar Maia diz que o DEM, por enquanto, não tem um nome a ser lançado ao governo do Rio. Nos bastidores, especulou-se a possibilidade de Eduardo Paes entrar na briga, mas o próprio prefeito eleito já avisou sobre a intenção de cumprir os quatro anos à frente da prefeitura. O DEM, por sua vez, ocupa espaço no Palácio Guanabara desde a gestão de Wilson Witzel (PSC), afastado do cargo por suspeitas de corrupção. No governo do sucessor Cláudio Castro (PSC), o DEM continua no comando da Secretaria estadual de Infraestrutura e Obras.

Cesar Maia evitou comentar sobre os rumos do DEM na eleição presidencial de 2022. “Sem açodamento, (a legenda deve) liderar uma candidatura de centro-radical, ou seja, centro agregado as questões novas, como o meio ambiente”, ressaltou. O ex-prefeito desconversou quando questionado por VEJA sobre uma aliança do DEM com o PSDB, do governador de São Paulo, João Doria, possível adversário do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “As forças de Centro desenharão sua convergência pelas ideias”.

Cesar Maia contou ter recusado o convite de Eduardo Paes, seu afilhado político, para assumir uma secretaria municipal a partir do ano que vem. “(Foi) um gesto dele comigo. Eu não poderia. Estou muito bem na Câmara Municipal. Ele sabe disso. Como vereador, estarei ajudando a sua viabilização legal e orçamentária”, afirmou. Maia ressaltou que a proposta do DEM para o Rio será a “retomada dos pontos fortes de minha gestão e dos pontos fortes da gestão dele (Paes)”. O ex-prefeito citou como exemplo alguns projetos. Entre eles, o Rio-Cidade, Favela-Bairro, Gari Comunitário, Vilas Olímpicas, Lonas Culturais, Educação de Jovens e Adultos e Cidade das Artes.

Eduardo Paes foi lançado na política por Cesar Maia como subprefeito da Zona Oeste no primeiro mandato do padrinho, em 1993. A aproximação de Paes com o grupo do ex-governador Sérgio Cabral – preso pela Operação Lava Jato -, de quem virou secretário de Turismo, Esporte e Lazer, em 2007, afastou os dois. Entre 2008 e 2016, período em que Eduardo Paes comandou a prefeitura do Rio, Cesar tornou-se um crítico ferrenho da gestão. À época, Paes também fez ataques à administração do ex-prefeito. Com a saída de Eduardo Paes do MDB, em 2018, e a filiação no DEM, ambos se reaproximaram.

Este ano, o DEM elegeu sete vereadores no Rio – três a mais em relação ao pleito municipal de 2016. Ao lado do PSOL e do Republicanos, o partido é a maior bancada da Câmara. Além de Eduardo Paes na capital, a legenda terá o comando de mais sete prefeituras no estado: Barra Mansa (Rodrigo Drable), Quissamã (Fátima Pacheco), Resende (Diogo Balieiro Diniz), Rio das Flores (Vicente Guedes), Saquarema (Manoela Peres), Trajano de Moraes (Rodrigo Viana) e Vassouras (Severino Dias). Rodrigo Maia participou diretamente das articulações de todas as candidaturas. No país, o DEM cresceu de 268 prefeituras para 464, perdendo apenas para MDB, PP, PSD e PSDB.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Laboratório vê pedidos de testes de Covid-19 explodirem em março

O Labi Exames registra neste momento de avanço da pandemia uma forte alta na busca por testes de Covid-19. Somente nos três primeiros dias...

Bolsonaro falhou e a fratura federativa está exposta no Brasil

O Brasil começa a semana com o recorde na média móvel diária de mortes, que leva em consideração os dados dos últimos sete dias....

Na pandemia, Coaf fez relatórios sobre 674 mil alvos

A pandemia não impediu o Conselho de Controle de Atividades Financeiras de ampliar seu trabalho de investigação de casos de lavagem de dinheiro. Pelo...

Líderes do Parlamento mostram preocupação com ação de governadores

Na edição de VEJA que está nas bancas, o Radar mostra o plano desenhado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, para criar uma comissão...