29.7 C
Brasil
quinta-feira, março 4, 2021
Início Política PF nas ruas contra supostos pagamentos de propina no governo Witzel

PF nas ruas contra supostos pagamentos de propina no governo Witzel

A Polícia Federal está nas ruas nesta terça-feira para cumprir mandados da Operação Kickback — que apura possível esquema de desvio de recursos públicos na área da saúde por meio do pagamento de dívidas inscritas na modalidade “restos a pagar” no governo do governador afastado do Rio Wilson Witzel.

A operação foi autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça a pedido da Procuradoria Geral da República.

Segundo as investigações, a organização social Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ), que atua no Rio e em Juiz de Fora, Minas Gerais, recebeu cerca de 280 milhões de reais em dívidas inscritas em “restos a pagar” em troca de pagamento de propina de 13% sobre o valor quitado.

Esse valor, de acordo com a PF, daria prioridade à OS no recebimento dos recursos, já que a atual situação fiscal do Rio faria com que nem todas as dívidas pudessem ser quitadas.

Além disso, os investigadores apontam que a OS pagou cerca de 50 milhões de reais a um escritório de advocacia que repassou mais de 22 milhões de reais para pessoas físicas e jurídicas ligadas a um operador financeiro identificado nas Operações Placebo e Tris in Idem, que tiveram como alvo integrantes da gestão Witzel e o próprio governador.

Benedito Gonçalves autorizou o cumprimento de dez mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão preventiva, a imposição de medidas cautelares diversas da prisão e a indisponibilidade de bens dos investigados.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Depois de colocar SP na fase vermelha, Doria reforça segurança

João Doria teve que reforçar a segurança nos arredores da própria residência por causa da turma radical que não aceita as medidas se segurança...

‘Tristeza por tantas vidas perdidas’, diz Paulinho da Viola

Paulinho da Viola foi vacinado nesta quinta-feira e analisou o momento vivido pelo Brasil, com recorde de mortes e demonstrações rasgadas de descaso de...

Aposentadoria de ministro aos 57 gera desconforto entre colegas do STJ

Em meio a este caos econômico, sanitário, social e moral que o Brasil enfrenta, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi surpreendido com o...

Chefe da comissão de mudanças eleitorais da Câmara articula nos tribunais

Presidente do grupo de trabalho criado na Câmara para analisar possíveis alterações na legislação eleitoral, o deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos) foi a campo...